segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Por que tanta falta de seriedade?

Olá, meninas,

Infelizmente, não tenho nada de muito animador para contar.

Na sexta-feira me pesei e, acreditem ou não, a balança me mostrou exatamente o mesmo peso.  Exatamente igual, nem menos, nem mais.  Não estou me dedicando aos exercícios?  Verdade.  Comi um pouquinho a mais num dia ou no outro.  Verdade.  Mas nada que justificasse a paralisia aguda da balança.  Meu marido me pergunta: como isso é possível?  Não sei.  Se eu tivesse a mesma “sorte” jogando na loteria já estaria milionária!

Mas, sinceramente, isso foi o que menos ocupou a minha cabeça nos últimos dias.  Na quarta-feira, um tio meu faleceu e me fez pensar muito sobre a vida, o que fazemos com ela, a relação com as pessoas, o valor do tempo.  Desculpem-me por não ter escrito no Blog Desafio das Estações na quinta-feira.  A notícia chegou na quarta à noite e eu fui me lembrar do post só no sábado pela manhã...

Ele faleceu em função de um erro médico, o que deixou a todos inconformados.  Ele teve que fazer uma cirurgia no coração há 15 dias para colocar uma ponte de safena e, em função de um dreno que não funcionou, acabou falecendo.  Como é possível ninguém da equipe médica e de enfermagem da UTI ter percebido que o dreno não estava funcionando?  Eles tratam de pacientes nesta situação todos os dias.  No que eles estariam pensando?  Por que não fizeram o trabalho deles direito?  Quando o cirurgião responsável voltou para visitá-lo no dia posterior, percebeu a falha e ele teve que se submeter a outra cirurgia para tirar todo o sangue coagulado.  Aí foi complicação atrás de complicação até que ele não resistiu.  Só não falo o nome do hospital aqui porque não sei, fica em Ourinhos, interior de São Paulo.

Há alguns meses, meu sobrinho de dois anos ficou internado no hospital Nossa Sra. do Sabará aqui em SP (considerado um dos melhores no tratamento infantil) e também foi vítima de erro médico.  Graças a Deus, ele está vivo, mas poderia não estar.  Ele teve uma doença chamada Doença de Kawasaki e ficou alguns dias internado.  Essa é uma doença de difícil diagnóstico porque se confunde muito com sintomas de gripe e meningite.  Quando finalmente conseguiram diagnosticar qual era o problema, ele teria que tomar quatro doses de um remédio (aplicado na veia com ele ainda na UTI).  Esta aplicação duraria 24h.  Deram a primeira dose numa noite e, quando amanheceu, a minha cunhada percebeu que havia acabado.  Perguntou à enfermeira e à médica do turno por que tinha acabado tão rápido, já que disseram que demoraria 24h.  Falaram que a médica anterior havia decidido acelerar a dose para terminar mais rápido.  Minha cunhada perguntou de novo para outra enfermeira, a mesma resposta.  Depois de algumas horas, outra enfermeira voltou para o quarto com outra dose, dizendo que precisaria dar outra aplicação.  Aí meu irmão e minha cunhada pararam tudo e exigiram falar com o infectologista responsável pelo caso.  Foi uma confusão no hospital, meu irmão até ameaçou chamar a polícia.  Depois de muita confusão, resumo da história: a enfermeira da noite havia colocado no prontuário dele que a medicação tinha terminado.  A enfermeira da manhã não confirmou a informação.  A médica também não.  Minha cunhada perguntou e, por medo do que pudesse acontecer se dissessem que elas tinham errado, mentiram.  Aí vieram com a história de que precisariam dar outra dose, para tentar corrigir o engano sem que eles percebessem... Só que, se meu sobrinho não tivesse tomado a medicação no prazo máximo de 10 dias a partir da manifestação da doença, ele poderia ter um aneurisma no coração, que poderia levá-lo a óbito ou a complicações no coração por toda a vida!  Como isso é possível?  Por que tanto descuido?  Por que tanta falta de comprometimento, seriedade, amor ao próximo?   Graças a Deus a história dele teve um final feliz, porque depois de tudo esclarecido, ele tomou o restante da medicação e ficou bem.

Peço desculpas por tratar destes assuntos num blog cujo objetivo principal é falar sobre emagrecimento.  Além da tristeza pelo falecimento do meu tio, especialmente por saber o que representava na vida dos meus primos, da minha tia, da minha mãe, a falta de seriedade que se vê em tudo me dá um desânimo enorme.  Por que as pessoas não se preocupam em fazer as coisas com esmero e eficiência?  Por que tudo tem que ser tão mal feito?  A cada dia que passa, tenho a sensação de que cada vez mais as pessoas se contentam em fazer o mínimo..E, muitas vezes, nem mesmo o mínimo, como no caso do meu tio.  A enfermagem da UTI tinha a obrigação de perceber que o dreno não estava funcionando!  Será que quem não percebeu está agora se martirizando por ter sido responsável pela morte de outro ser humano?  Provavelmente não.  Deve estar sim assistindo à novela da Globo, satisfeita em viver uma vida que não é a sua, ou comemorando pela vitória do seu time de futebol.  Lamentável.  Desprezível na minha opinião.

Eu trabalho como assistente executiva, um trabalho totalmente administrativo.  Quando erro, fico me punindo, sinto-me realmente muito mal.  E o meu trabalho, se for mal feito, não vai matar ninguém...

Essa falta de zelo, seriedade e amor ao próximo realmente me tira o ânimo e me deixa muito áspera!

Desculpem-me pela sinceridade, pelo longo post e pelo mau-humor...

A mensagem que eu gostaria de passar é de que eu acredito que temos a obrigação de fazer nossas atividades de maneira bem-feita, sejam elas relacionadas ao nosso trabalho, ao cuidado com nossos parentes e amigos, à educação de nossos filhos, sobrinhos, no trato com nossos pais, que já fizeram tanto por nós...Eu acredito profundamente nisso...Por isso me decepciono tanto quando uma simples tarefa mal executada causa danos tão grandes como a morte de outro ser humano...

Espero que a semana de vocês seja muito boa e iluminada.  Eu vou tentar fazer a minha parte para que a minha e a daqueles próximos a mim possa ser, senão iluminada, pelo menos produtiva e positiva.

Beijos,

P.S. – Prometo um próximo post mais leve e feliz, tá! :o)

15 comentários:

Mone disse...

Oh amiga, meus sentimentos pelo seu tio.
É o serviço de saúde tá fera, se não ficarmos em cima... minha sobrinha também se livrou da morte um dia desses, a enfermeira deu na veia um medicamento que era para dar através do soro, graças a Deus o pediatra responsável estava no hospital e evitou a tragédia. Só Deus mesmo para nos guardar.
Amiga que Deus possa consolar vc e seus familiares.
Um abç...

disse...

Oi Iê, meus sentimentos pelo tio. As circunstâncias fazem tudo parecer ainda mais nebuloso, né?

Sem querer prolongar muito o assunto, achei seu questionamento muito válido. Não se sei vc sabe, mas sou enfermeira e estudei 4 anos para isso. Tenho tanto amor pelo ser humano e pela vida que resolvi não exercer a profissão! Já me ofereceram trabalho em UTI, pagando bem, e eu não fui. Por que? Porque eu sabia que não tinha capacidade técnica para isso - eu era Enfa de Saúde Coletiva e habituada ao planejamento de ações preventivas. Hoje, nem isso mais. Mas o meu ponto é que muitas pessoas trabalham em postos com os quais não tem afinidade/intimidade, só Deus sabe o porquê.

Acredito que existam muitas pessoas sem compromisso. Tendo vivido esse mundinho, bem sei. Não saber se um dreno está falhando é uma falha grosseira. No entanto, acredite que existem pessoas competentes nesse meio, que ganham pouco e estão ali por puro amor - parece clichê, mas essas pessoas existem. Só me questiono se elas ainda são a maioria. Peço a Deus que essas pessoas sejam colocadas nos nossos caminhos!

Beijocas! Logo a balança destrava, vc vai ver!

Sangela disse...

olaa, bom dia, infelizmente existe esses descasos com o ser humano, e da mesmo muita indignação as pessoas nao levam a serio a vida alheia, isso é muito triste e revoltante, só por Deus mesmo viu!
mas olha... ai vai um abraço bem forteee e acolhedor para vc, se cuida bjjjj e muita paz!

Pollyanna disse...

Oi Iê, sinto muito pelo seu tio. Que Deus conforte a sua família!
Essa falta de comprometimento, de amor e de seriedade tá muito difícil mesmo, eu mesma passei por um descaso em agosto quando fui fazer cirurgia nos olhos.
Sabemos que a nossa parte está sendo bem feita, mas e a dos outros? Essa história vai longe, temos é que fazer a nossa parte e rezar muito para não sermos vitimas da incompetencia dos outros.
Um abraço. Fique bem.
Bjo

Rosemary disse...

Oi linda
tenta mudar o cardapio miga e fazer mais exercicios pois as vezes o corpo acostuma com o mesmo cardapio na semana agora se nao for isso é seu metabolismo que ta devagar miga dai tem que tentar investir em cha com alimentos termogenico ajuda no metabolimo tio gengibre canela etc

tenha um lindo dia

Bjinhosssssssss

Shaiene Giatte disse...

Amiga vc sempre poderá escrever tudo nesse blog, viu pq somos amigas e uma tem q ajudar a outra no momento dificil, espero q essa tristeza logo passe viu..Queria poder ir ai e te dá um abraçãooooooooooo, pra te deixar mais animadinhaaaaaa...
Agora não esquenta com essa danada da dona balança não na proxima pesagem ela ira descer o se vai..Beijos uma otima semana precisando estou aqui amigaaaa
Beijos Shai

SIMONE BERTO disse...

Oi,olha ta muito difícil acreditar no ser humano as pessoas esquecem de um ditado bem popular não faça com os outros o que não quer que façam com vc.Seria bem simples se as pessoas levassem esse dizer a sério.Seria muito bom que todos pensasse sempre no próximo mas isso ta cada vez mais raro.Mas se tem uma verdade que ninguém escapa é ¨somos responsáveis pelos nossos atos¨ é a lei da vida.Meus sentimentos bjs.

Cute Tape Measure disse...

Olá,
Parabéns pelo blog, estou seguindo ;)
Se der, da uma passadinha no meu, to começando agora e é bom ter a opinião de pessoas experientes no assunto.
Bjocas e sucesso!

Rosemary disse...

Oi flor
to passando pra lhe desejar um lindo final de semana light

Bjinhossssssss

Magaly Dantas de Melo disse...

Ai amiga, que coisa!!!! Não tenho palavras para expressar minha compaixão, mas vale dizer que Deus tudo vê, e em seu infinito amor e justiça dará a cada um na mesma medida que demos uns aos outros.
A nós, cabe fazermos nossa parte para construirmos um mundo melhor!!!
Bjocas

Lucilene Moraes disse...

Oi Iê, sinto muito pelo que aconteceu com seu tio, meus sentimentos. Só peço a Deus que conforte você e toda a família, eu imagino que a dor e a revolta por tudo o que aconteceu seja imensa, mas o Pai tudo vê e tudo resolve, Ele há de iluminar vocês.

Beijos

Marjorie disse...

Amiga!! fica tranquila, viu?! A gente se entende... Não precisa ter pressa pra responder não...

Mas confesso que já estou com saudades... rs

Espero que tudo esteja mais tranquilo por aí.

Se cuida, viu?!
Beijão!!

Bel do Lu disse...

Preciso dizer que o seu comentário em meu blog me deixou muito contente. Muito. Fico lisonjeada que você goste de ler minhas palavras, meus textos e bobagens que deixo lá, haha.

Eu já tentei comentar neste post umas duas vezes e a página não carregava...acabei desistindo.

Meu marido é um exemplo de pessoa que procura fazer o seu melhor, aprendo muito com ele. A sua mensagem final é ótima e tomara que todos nós que lemos o seu blog aprendam a fazer o melhor no que sabem!

Eu senti pela sua família, espero que todos estejam melhores, numa situação tão revoltante. Eu fiquei revoltada.

Maria Germana disse...

Nossa, e muito erro medico de uma vez so...

Moro nos EUA, aqui os medicos sao muito comerciais, e dificil achar um que tenha amor a profissao.

Mas a minha mae que mora no Brasil sempre esta reclamando do sistema de saude, e triste dizer isso mas a qualidade esta caindo muito.

O problema disso e que coloque em risco a vida de muitas pessoas, nesse caso, a do seu tio foi perdida.

E muito dificil manter a seriedade nesse momento Ieda, muito mesmo. Revolta e ate raiva tomam conta ate das pessoas mais equilibradas.

Eu sinto muito pelo seu tio. E que Deus abencoe o seu sobrinho. Vai ficar tudo bem.

Beijo e paz para vc e para sua familia

LILICA disse...

Infelizmente esses profissionais não sabem o principal: a relação humana!
É um absurdo! Passei por isso na semana passada qdo levei minha mãe ao médico, péssimo atendimento!

Querida, o principal objetivo do blog é acima de tudo o seu estado de espírito para correr atrás do seu objetivo. Nem sempre tudo está bem!

Sobre o peso... Estou na mesma situação. O lado bom é que vc tbm não engordou. já é motivo pra comemorar!

Força e Bjos