quarta-feira, 28 de março de 2012

Manequim Feminina Gorda sem Cabeça!



Ãh?  Que título é esse?  Será que a Iê pirou de vez?

Não, ainda não...

Explico: procurando na net por manequins para uma atividade relacionada ao trabalho do meu marido, encontrei esta pérola em uma loja que vende manequins.  Na verdade, encontrei a expressão “Manequim Feminina Gorda” em algumas lojas... Achei uma deselegância, para dizer o mínimo.

Quando vi o título “Manequim Feminina Gorda Sem Cabeça” me veio à mente a ideia de que poderia tratar-se de um personagem do Folclore brasileiro...Risos...Mula sem Cabeça, Saci-Pererê e agora a Manequim Feminina Gorda Sem Cabeça!  Só rindo mesmo...

Aí eu parei para pensar como as pessoas acima do peso, em especial os realmente obesos, são alvo de preconceito.  É um preconceito velado e, até certo ponto, aceito pela sociedade.  Já notaram como sempre são pontos de referência?

“Ali, ao lado daquele gordo.” 

“Quem é a fulana?  É aquela moça gordinha que trabalha não sei aonde.”

No trânsito: “Ô goooordo *$&X*&$*”
(Eu tentei colocar aquelas carinhas, para imitar alguém xingando, mas não consegui...Deu para entender né?)

Apesar de ter rido muito com isso porque, mesmo sendo gordinha (não gosto de gorda – acho muito pesado!), essa falta de educação não me afeta, achei interessante trazer este assunto para vocês para sugerir uma reflexão no sentido de lutarmos contra todo e qualquer preconceito.  De raça, religião, opção sexual, condição social, condição “corporal”, enfim, tudo que vemos acontecer no dia-a-dia e nem nos damos conta...Ou não queremos nos dar conta.

O preconceituoso só sente e age preconceituosamente porque acredita ser superior ao outro.  Lamentável!

E a melhor “arma” contra qualquer preconceito não é “pagar com a mesma moeda”, no clássico estilo “bateu, levou”.  Acredito que o sorriso, a colocação inteligente e serena podem fazer milagres, mesmo em pessoas altamente mal-educadas!

Como uma típica leonina, não gosto e não costumo levar desaforos para casa.  Apesar da minha tendência natural não combinar com o que eu disse acima, ainda acredito que a gentileza é sempre a melhor saída.  Eu luto muito para agir de acordo com o que acredito e não com os meus instintos.  Por isso, as convido a entrar comigo nesse desafio e combater o preconceito, com elegância e educação sempre.  Gentileza gera gentileza (em homenagem ao Profeta Gentileza! – cliquem no link para conhecê-lo melhor).

Agora um recadinho para o Sr. Lojista, que eu não vou falar qual é para não dar tráfego para o site de uma loja de uma pessoinha que ainda não aprendeu a respeitar e tratar bem as outras pessoas...Risos... Pensando bem, esta também é uma forma muito válida.  Se uma loja mostrar-se a preconceituosa de alguma forma, não compre seus produtos.  Sem gritos, sem armas, sem alarde.  Apenas ação!

Agora o recadinho... O Sr. bem que poderia classificar o seu manequim assim:

“Manequim Feminina para Pessoas Fofinhas” ...Risos...ou...

...numa versão um pouco mais comercial, apenas “Manequim Feminina G”.

Sonhar não custa nada, né?

Uma ótima quarta a todas e desculpem-me pela divagação.

Beijos,

13 comentários:

Juliana disse...

Bom dia Iê vc tem toda razão e fora que ultimamente os tamanhos das roupas não batem com a etiqueta o G as vezes é M e assim vai

Bjks não somos gordas somos fofinhas

Bel Manjericão disse...

Realmente, entendi nada quando li o título, hahaha! Mas depois, sim.

Boa reflexão. O preconceito existe.
E não custava nada colocar um "Manequim Feminino G" ou um "Plus Size".

Bel Manjericão disse...

Ah, sim, concordo com o seu pensamento sobre gentileza. "Bateu levou" só piora.

Sangela disse...

oiee, é infelizmente o precondeito ainda esta presente em varios setores de nossas vidas, a começar pelos programas de TV q tem aquelas magras e chapadas, aiaia quem me dera!
bjs tenha uma excelente quarta!

Marluce Silva disse...

Um absurdo mesmo esssas nomeclaturas preconceituosas. affff!!!!!!
Querida ameiseus recadinhos, estamos juntas viu?
A propósito amei o novo visual do seu blog, tb quero um lindo assim pra marcar meu recomeço e as novidades que estão por vir, com faz?
Bjs!!!
Marluce
www.novasluzesecores.blogspot.com

FatGirl disse...

Olá, mocinha!Tudo bem? É, também acho ‘gorda’ muito pesado, não gosto não. Antigamente esses nomes me afetavam bastante. Prefiro G ou Plus Size, como a amiga falou aí em cima. Seria o mesmo que rotular uma pessoa: ‘aquela branca’, ‘aquela negra’, ‘aquela japonesa’, ‘aquela magra’, etc. Coisa chata e deselegante! Como eu não costumo a fazer isso, espero sempre que as pessoas não o façam. “Gentileza gera gentileza, não é mesmo? Adorei você ter abordado este assunto!Bjinhos e boa semana!;-)

Joice

Cíntia Milanese disse...

Acho que já engoli minha porcentagem de sapos na vida, Iê... sou gentil com quem merece. E na maioria das vezes, ácida com pessoas que me machucam. Não tenho mais um pingo de tolerância com gente ignorante e preconceituosa, por isso, exerço meu papel de cidadã, fazendo um pequeno ato: A denúncia! Não discuto, denuncio. Não discuto, processo. É o que EU posso fazer para o mundo ficar um pouquinho melhor... Beijos.

Marjorie disse...

Amiga, você é um anjo... Eu já te disse isso! ;)
Realmente o negócio e responder com gentileza. E fazendo a nossa parte já é um grande começo.
Beijocas

FatGirl disse...

Ieda, eu tentei te linkar pelo Blog nos seguidores, mas não tah aparecendo...Se puder me ajudar depois. Bjos

Lilian disse...

Valeu pela visita Iê.
Sei bem o que é preconceito mesmo quando não tinha excesso de peso, muitas vezes por habito, as pessoa não pensam no mal que fazem.
Bjs

Catuxa Mimi disse...

As pessoas tendem a ignorar q os outros têm sentimentos... É por isso que magoam e nem querem saber...
Estou a adorar o teu blog e a admirar a tua evolução! Parabéns e força na luta!! Beijo ;) (ja te estou a seguir)

Jack disse...

adoreiii seu blog
segue o meu?
bjusss e otimo fds

FatGirl disse...

Oi, Ieda! Um abraço bem grandão e uma excelente semana para você também. Acho que agora consegui arrumar a lista de seguidores. Bjos