domingo, 26 de junho de 2011

O método: parte 1 - plano físico

Olá pessoal!

Hoje vou falar um pouquinho sobre o método que adotei para o meu plano de emagrecimento.  Preparem-se.  Serão dois posts bem grandinhos... O primeiro tratando dos aspectos ligados ao plano físico e o segundo ao plano mental.

Bom, vamos lá...No plano físico meu método se resume a:

1) Manutenção das porções de alimentos ingeridos no café da manhã.  O café da manhã nunca foi um problema para mim então não precisei mudar muita coisa.  Sempre foi minha refeição mais leve.  Eu sei que eu deveria comer mais no café da manhã já que é o momento em que nosso metabolismo está mais acelerado.  Pretendo corrigir isto, mas ainda não o fiz por falta de organização do tempo.  Eu tomo o café da manhã na empresa em que trabalho e então não dá para preparar aquela mesa farta com diversas opções.

2) Redução das porções de alimentos ingeridas no almoço.  Exemplo: se eu comia 8 colheres de sopa de arroz, passei a comer 4.  Se eu comia dois bifes, passei a comer 1.  Se eu comia meia travessa (!) de batatas fritas, passei a comer uns 8/10 palitinhos.

3) Redução drástica das porções de alimentos no jantar.  Eu sempre tive muito mais fome à noite, logo que chegava do trabalho.  Não sei se realmente era fome ou “vontade de comer”, para me recompensar por um dia cansativo, etc.  Resolvi reduzir drasticamente.  No começo foi bem difícil, mas hoje já estou me sentindo bem melhor e há dias em que nem chego a sentir fome.

4) Comer a cada 3 horas.  Assim, o corpo sempre recebe uma porçãozinha de alimento e o metabolismo continua funcionando normalmente.  Se o corpo entender que vai faltar alimento, ele faz com que o metabolismo fique mais lento, com o objetivo de armazenamento de energia (como se já não tivesse energia de sobra para gastar armazenada na forma de gordurinhas, mas vai se fazer o que né? É o instinto de sobrevivência.).  Aí o resultado na balança não aparece e a vontade que dá é de chutar a coitadinha!

5) Beber pelo menos 3 litros de água por dia.  Ajuda na aceleração do metabolismo e também a enganar a fome.  Como eu sempre bebi muita água, tem sido bem fácil.

6) Ingestão de saladas e legumes.  Infelizmente, não sou muito fã de alimentos verdinhos.  Eu tenho me obrigado a comer pelo menos um pouquinho por dia e o que eu percebi é que, por eu não gostar, acabam atrapalhando o meu apetite, e isso é bom.  Então eu faço o seguinte.  Começo comendo o que gosto e quando estou quase terminando, mas ainda com comida no prato, vou para o meu “momento alface”.  Mais de uma vez, deixei comida no prato porque perdi o apetite!  Eu adoraria gostar de saladas e legumes, mas ainda não consegui reprogramar minha mente para isso.  Está na minha lista!

7) Exclusão de chocolates, sorvetes e doces.  Sabe aquela história de “um pedacinho só não faz mal”?  Para mim, faz.  E muito!  Eu assumi perante a mim mesma que sou uma pessoa compulsiva.  Se eu comer um chocolate pequeno – um Batom, da Garoto, por exemplo – vou ficar com vontade de comer mais e aí talvez à noite coma mais um pequeno – talvez agora um Talento e por aí vai.  Hoje se completam 54 dias sem doces, sorvetes ou chocolates.  A princípio eu imaginava ficar 1 mês sem comer.  Depois comecei a pensar que eu poderia estender esse prazo já que não estava me fazendo falta...Minha meta agora é só voltar a comer quando eu chegar aos 50Kg.

8) Escolher alimentos menos calóricos.  Sempre procuro optar por alimentos menos calóricos.  Exemplo: adoro comer carne.  Gosto muito de bife a parmegiana, mas não tenho comido.  Opto pelo bife grelhado.

9) Comer alimentos que eu gosto em pequenas porções.  As dietas que restringem demais a alimentação não funcionam para mim.  Uma dieta do tipo “salada e grelhado”, para mim, não funciona.

10) Fazer exercícios físicos.

11) Acompanhamento médico.  Estou tomando um moderador de apetite que tem me ajudado a conter a compulsão.

Depois de ler os itens acima vocês podem estar pensando: “Qual é a novidade?”  Efetivamente, nenhuma.  A novidade (que também não é tão nova assim, mas que pela primeira vez tento aplicar a um programa de emagrecimento e tem dado resultado) são as técnicas para reprogramação mental.


Vou falar sobre isso no próximo post.

Beijos e até daqui a pouquinho!

3 comentários:

Pry Pucca disse...

Primeiramente devo agradecer a você as lindas palavras de incentivo!muito obrigada!vi muita veracidade nelas!de coração!
Linkei e estou seguindo você!seus posts são incríveis!adorei as dicas e colocarei algumas em prática!
boa sorte!
Precisando de mim é só "gritar" hahahhaha!

Ieda Correia disse...

Oi Pucca,
Fiquei muito contente por você ter gostado do blog. Tenho me dedicado a ele com muito carinho e espero poder dividir experiências com todas as meninas que estão passando pelo mesmo processo. A idéia é juntar energias para que todas possamos juntas eliminar de nossas vidas todos os quilos indesejáveis.
Também já te linkei e virei sua seguidora fiel! Conte comigo!
Um grande beijo.

Marjorie disse...

Amiga, como foi bom ler esse post. Tanta coisa que estou "careca" de saber e não faço... Me deu ânimo novo!